domingo, 7 de novembro de 2010

Emoções - Parte 1

Este fim-de-semana foi em grande.
Começamos o Sábado bem cedo, e fomos logo para o futuro quarto do bebé.
Andamos a manhã toda a tirar as coisas dos armários, metade delas para o lixo, a outra metade foram realojadas pelos vários armários da casa.
De seguida, foi a parte dos móveis, aí foi mais o maridão a fazer, e toca de levar o que conseguiu sozinho para o sótão.
Entretanto, fui tratar do manjar para almoçarmos.
Depois de almoço foi hora de descansar, porque isto de estar grávida cansa muito.
Vimos televisão e vá de rebolar e fazer ronha no sofá.
Eis senão quando toca a campainha e era o meu mano e cunhada.
Estivemos a beber cházinho e a ver o filme do meu bebé, dentro da barriga.
Os pais babados explicaram o que se estava a ver, e os tios babados ouviram com muita atenção.
No final, deram-nos uma grande notícia.
Vou ser TIA!!! Pois é, a nossa família para o ano vai aumentar bastante.
Os meus pais tanto pediram um neto, que vão ter pelo menos dois, porque quem sabe eles não produziram gémeos. :)

Depois de uma tarde bem passada, na conversa e galhofa, era chegada a hora de nos prepararmos para o jantar de aniversário de uma colega minha.
Lá rumámos nós, em direcção a Lisboa, e fui matar saudades das minhas colegas da sede!
As saudades são mais que mitas, nós falamos quase todos os dias por e-mail, mas eu não as vejo muitas vezes visto trabalhar a 100km delas, apesar de ser na mesma empresa!
O jantar foi óptimo, o convívio também!
Parabéns Mamiboneca.

Os homens comeram, beberam, e galhofaram.
As mulheres comeram, beberam um bocadinho menos, no meu caso foi só mesmo água, e tagarelaram muito, muito!

Entretanto, era daqueles restaurantes em que havia karaoke, confesso não sou grande fã, prefiro um restaurante calminho para podermos conversa calmamente, mas desta vez gostei.
E porquê?

Porque aquilo estava tão alto, que para falar ao telefone era preciso vir à rua.
Lá vim à rua para telefonar, uma chamada urgente, e quando voltei para dentro a diferença de barulho era tanta que a pequena pessoa dentro de mim parece que não achou muita piada, e devidiu manifestar o seu desagrado.

O que para ele poderá ter sido uma manifestação de desagrado, para mim foi maravilhoso!
A 1ª vez que senti o meu filho a mexer!!!

É uma sensação maravilhosa, parecia uma parvinha a mexer na barriga e a contar ao maridão e amigos!
O maridão ficou com uma cara parecida com a minha, os amigos partilharam da nossa felicidade!

A nossa 1ª vez foi maravilhosa!!!

Depois desta vez, na mesma noite ainda o senti mais duas vezes.

Lá voltamos para casa, e dormimos!

Foi maravilhoso!

1 comentário:

Mami disse...

A nossa estrelinha, lol
Vai ser mexido(a)